quinta-feira, 28 de abril de 2011

Cronópios de todo o mundo, uni-vos!



"Então, o panorama é o seguinte: por um lado, os criadores continuam a sua obra de um modo mais solitário que nunca, sabendo estes serem negados ou objectos de resistência, rodeados de desconfiança e receio e, por outro lado, aqueles que se encarregam da formação do público vêem-se na necessidade de cumprir a dupla tarefa de serem criadores e formadores, com o resultado de que o nível da sua criação é regularmente de uma mediocridade bem provada em todos os períodos de sectarismo e a conseguinte "formação" do público cinge-se ao triste quadro que descrevi no começo destas notas. É fatal que os homens incapazes de compreender o fenómeno da mais alta criação, somados aos incontornáveis invejosos e ressentidos que atacam mais baixo, sem confessarem as verdadeiras razões que os movem, se coliguem numa empresa de "formação" do público que não passará da superfície, de uma aparência de cultura que, grito-o uma vez mais, esconde uma motivação mais profunda: o enquadramento, a aceitação de um nível medíocre mal dissimulado pelas grandes palavras ocas que são de rigor nestes casos."


-"Papéis Inesperados" - Julio Cortázar