terça-feira, 17 de maio de 2011

agora que isto faliu já posso confessar

que só quero a sorte de um amor tranquilo. Que não preciso de fama mas já agradecia algum proveito. Que tenho menos jeito para o flirt que para ervilhas com ovos escalfados. Que sou melhor amiga que namorada, embora queira filhos, gatos e serões à volta de temas tão chatos quanto a conta do gás do mês passado ou o livro da Emily Dickinson. Que,