quarta-feira, 18 de maio de 2011

estimado cliente

da próxima vez que entrar numa livraria em insolvência se, por acaso, reparar que todos os livros estão encaixotados e que, no meio, há uma pilha imensa de títulos cuja ordem, aparentemente, não existe, não pergunte se têm livros de viagens, ou melhor, depois de lhe terem dito que não, não insista, por favor, estimado cliente, é a terceira vez que lhe digo que, bem, estamos em insolvência, compreendo que não saiba o que é, felizmente, haja saudinha, mas por aqui as coisas estão desarrumadas, é normal, pode procurar à vontade e não, não lhe posso fazer um embrulho. NÃO. e mesmo que pudesse, sabe, não fazia. não é nada de pessoal - é que não me apetece.