sexta-feira, 26 de julho de 2013

Recomposições de Metades


«Amo a regra que corrige a emoção. Amo a emoção que corrige a regra.»  

Georges Braque (1882-1963)