sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Agosto em 78

"Cresciam como cogumelos. Aliás, tu também és campista e sabe-lo bem. São famílias inteiras que se deslocam com muito do que têm - as panelas, os colchões, os plásticos - e se instalam sob as tendas ou dentro das roulotes fazendo férias, reproduzindo os gestos quotidianos da casa, as decorações até, e os rituais diários - fazer a cama como se os sacos fossem lençóis, varrer a entrada como se fosse um pátio, estender a roupa numa corda esticada, começar o almoço pelo refogado, pôr a mesa - o que se ouvia com facilidade de tenda para tenda quando o sol se punha, o pinhal escurecia e as falas se tornavam claras e ecoavam."

[foi nisto que pensei quando ontem, na varanda, o vinho te fez dizer que teremos de inventar tudo, começar tudo, escolher tudo]