quarta-feira, 11 de setembro de 2013

as melhoras

não podes viver o amor como uma espécie de luxação no ombro cujo alívio (contrair e recolher) não faz mais do que prolongar a dor.