segunda-feira, 23 de setembro de 2013

- a loja da Gant, com uma mesa posta de tal forma que não consegui perceber se era a sério ou se era uma montra;
- a mulher que me falou de Lisboa percorrida de bicicleta há 30 anos, do exibicionista da Estrela e do carteiro que lhe apalpou as mamas - no fim apertou-me a mão e disse-me "sou a Armanda";
- um galão na Bijou, algumas notas, pouco tempo;
- procurei canetas em todas as papelarias do Calhariz;
- na mesma zona, cuecas que aumentam o rabo; nádegas almofadadas; promessas de erotismo;
- três pacotes de açúcar;
- não tive vontade de comprar nada - nem sequer canetas.
- visionária, mas demasiado suada;
-