sábado, 5 de outubro de 2013

mata hari

Como se já não bastasse o talento que tinha para escutar atrás das portas, ganhou também o hábito de ler as mensagens dos outros. É o que dá andarem no metro com telemóveis do tamanho do meu computador.