quarta-feira, 16 de outubro de 2013

reborn

Não consigo perceber por que raio só o que não desejamos nos vem parar às mãos. Não consigo perceber também qual a relação entre desistência e consumação, embora tenha verificado que assim é, que é preciso uma pessoa baixar os braços e mudar de carruagem para, alguns metros adiante, ver algo luminoso no chão. Dizer: ah, então estavas aqui. É claro que nem sempre é assim, há pessoas que pura e simplesmente sabem querer. Só posso falar de mim. E garanto: quanto mais persigo uma ideia, mais ela me escapa.