sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Estava a ler os Diários de Emília Bravo quando me lembrei da minha vizinha de baixo, que tem 82 anos e só aprendeu a ler já depois de ser mãe. Disse-me que trabalhava num hospital e que tinha vergonha de assinar os recibos do ordenado com o dedo.