segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Meditação de louça - ou não se chamasse o detergente fairy

Agora, quando me vejo pender para uma disposição odienta (passagem de vítima a agressor), expiro longamente. Um sopro de maldade cai sobre o prato da sopa, agarra-se a um garfo, esbraceja no fundo de um tacho e acaba num redemoinho de espuma, espiralando cano abaixo. Neste momento deve estar a desaguar em Carcavelos.