quinta-feira, 28 de novembro de 2013

vida secreta, penso, quando me sento na cama para escrever.

Tenho um jogo novo: descobrir qual o super poder de cada pessoa que vejo no metro. Um indiano, dois rapazes de barba, uma rapariga ao telemóvel - o que é que eles podem fazer? Enquanto brincava a isto não me parecia nada parolo. Agora sim, um bocadinho.