sábado, 1 de fevereiro de 2014

Achados na Achada: todos os Sábados das 11:00 às 17:00 livros de 1€ a 5€ à venda no terraço da Casa da Achada









As cartas de Madame de Sévigné dizem que, conforme os dias ou os boatos, o chocolate ou fazia furor ou caía em desgraça na Corte. Ela própria se inquietava com os perigos da nova bebida, tendo adquirido o hábito, como outras pessoas, de o misturar no leite. Na realidade, há que esperar pela Regência para que o chocolate se imponha. O Regente deu-lhe o aval. Então, «ir ao chocolate» era assistir ao despertar do Príncipe, estar nas suas boas graças.