quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Chegou a casa com Paulette Simonet?


Não, não, ela não quis. Sabe, não sei bem porquê, mas apesar de ter tido três mulheres francesas, de quem tenho uma filha de cada, nenhuma quis casar. Deve ser do temperamento das mulheres francesas, que não são muito viradas para o casamento. Eu, por mim, naquela altura até nem me importava, nunca me opus ao casamento, mas elas eram muito diferentes das mulheres portuguesas. Vivíamos juntos, sim senhor, mas casar não queriam, nunca percebi aquela engrenagem. Há dois tipos de marginais em Paris: os artistas e os "clochards" que vivem debaixo das pontes do Sena.
Nadir Afonso, Itinerário (com)sentido, Afrontamento