quarta-feira, 13 de janeiro de 2010


Quanto melhor o escritor menos ele falará do que escreveu. Joyce era um extraordinário escritor e só aos tontos explicava o que estava a fazer. Quanto aos escritores que ele respeitava, era suposto serem capazes de perceber o que ele estava a fazer, lendo o que ele escrevia.

[trata-se do Hemingway a dar uma coça ao jornalista da Paris Review]