segunda-feira, 19 de abril de 2010


"Um botão de lótus a sua beleza
e de frutos o seu peito.

O seu rosto é como uma armadilha numa floresta de meyrus
E eu, um pobre ganso selvagem
Um pobre ganso selvagem que põe a cabeça dentro de água
Para morder o isco."



-"Poemas de Amor do Antigo Egipto" -