quinta-feira, 8 de abril de 2010

a vida a imitar a arte são talvez as crianças que hoje protagonizam os enredos que a ficção científica nos mostrou - crianças que, como os clones e os cyborgs, a dada altura se revoltam com a sua condição (dominada) e passam a agressores (dominadores). é como se estivesse a decorrer uma mutação na espécie, coisa de filme de hollywood: antigamente eles eram tão bonzinhos e agora querem dominar a terra, não obedecem a ninguém, são agressivos, criminosos, guerrilheiros em ponto pequeno, sem qualquer causa que não a do poder.
é claro que não acho que isto faça algum sentido, mas. lês o Público de hoje e descobres que "o número de pais que entregam os filhos [a instituições] por não conseguirem lidar com os problemas de comportamento destes tem vindo a aumentar". e se por acaso começaste a manhã com uma discussão na escola do teu filho começas a pensar. se fores uma pessoa mais ou menos perturbada com o funcionamento geral das coisas do mundo podes ficar meio triste.