sexta-feira, 21 de maio de 2010

não é que tenha pouco que fazer

é estranho: quando vemos fotografias antigas até podemos sentir alguma nostalgia mas, de um modo geral, o que sentimos é vergonha. eu era assim? como é que eu podia ser assim? mas... eu vivia mesmo assim? com aquela cara, aquela roupa? e, claro, não queremos que aquilo se saiba: acreditamos que hoje somos mais bonitos.
(só estou a falar no plural para fingir que não estou a falar de mim)