sábado, 29 de janeiro de 2011

numa entrevista à LER, na edição de Dezembro, o João Barrento diz qualquer coisa muito sábia, era mais ou menos assim

«A Literatura Portuguesa não existe.»

[quem quiser o contexto terá que comprar a revista ou passar por cá que eu empresto a minha]