quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Acidália

um dia hei-de escrever sobre aquela tarde na praia, a senhora com os livros à venda no areal, tu a dirigires-te a ela para comprar um, eu deitada na areia a rir-me muito, apaixonada, muito, e tu a voltares para mim, enquanto ela ia, chapéu de sol para chapéu de sol, com a mesma sorte que a nossa, ir a banhos com a poesia.