quarta-feira, 6 de abril de 2011

O que é um corpo, afinal? Hoje parece-me qualquer coisa muito semelhante a uma pedra, desde que em voo picado em direcção a parte alguma. Uma pedra que cai, sem nunca bater no chão. É nesse movimento que o corpo acontece - e acontece que em pedra bata a pedra e o corpo se transforme. O que resta, mais tarde, ao olhar para o céu? Nada, não se consegue ver nada, porque tudo é demasiado longe. Não hei-de amar uma pedra.