quinta-feira, 28 de abril de 2011

a temperatura do corpo #7



«Não é nenhum capricho! exclamou ela.
Então o que é? perguntei apavorado.
Despertou em mim esse instinto, disse ela tranquilamente como que reflectindo; talvez jamais visse a luz do dia se não o tivesse despertado, desenvolvido e agora ele atingiu uma força irresistível que enche meu ser, que me proporciona o prazer mais desejável e apesar disso tu querias que recuasse, tu, mas és tu um homem?»

Leopold von Sacher Masoch, “A Vénus de Kazabaika”, Edições Afrodite,1966